Saiba a diferença entre Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Seus conceitos de família foram atualizados com sucesso: bem-vinda a “família humano-canina”
27 de Abril de 2018
AULÃO DE VÉSPERA GRATUITO – SELEÇÃO SMS FORTALEZA.
22 de Maio de 2018

Saiba a diferença entre Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

 

Oláaaa! mais uma vez venho aqui no blog da Pótere, pra Falar de Legislação social.

Tô adorando escrever pro blog da Pótere e hoje falo sobre o 18 de maio,  Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Aproveito pra convidar você a passear pelo nosso canal do youtube e assistir as videoaulas e o meu programa lá, o Papo de Lei, assim como o programa da Prof. Cinthia, Papo de A. S.

Mas vamos lá falar sobre o  dia 18 de maio, o dia designado por lei federal nº 9.970/00 como o dia  para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar do Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Um abraço imenso

prof. Eri Bernardino

(Advogada, professora e da Pótere Social)

Se segura que lá vem textão!

Por que o dia 18 de maio foi escolhido para a campanha?

Foi em 18 de maio de 1973 que a criança, Araceli Cabrera, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

Assim, o dia 18 de maio se tornou o dia de re-afirmar que é preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Nós, profissionais que atuamos com Crianças e Adolescentes, temos que estar atentos a existência de sinais e sintomas que possam ser resultantes de uma situação de violência.

O Ministério da Saúde, em 2010, lançou um instrumental para contribuir na análise dos sinais de violência. O quadro apresenta as principais alterações comportamentais de crianças e adolescentes em situações de violência, e que frequentemente representam a demanda do atendimento nos serviços de saúde (Clique aqui e acesse).

As alterações comportamentais são apresentadas por faixa etária (os espaços coloridos indicam a presença do sinal da violência na respectiva faixa) para indicar a possibilidade mais frequente de aparecimento de cada uma delas, porém devem ser vistas como de valor genérico e sempre acumulativo.

Diferença entre Abuso e Exploração Sexual

O abuso sexual pode acontecer dentro (intrafamiliar) e fora (extrafamiliar) do núcleo familiar. Pode se expressar de diversas maneiras, envolvendo ou não contato físico.

Já a exploração sexual é mediada pelo pagamento em dinheiro ou qualquer outro benefício.

As duas situações são crimes de violência sexual. Abaixo trouxemos um quadro elucidativo:

Exploração sexual

Abuso sexual

Pressupõe uma relação de mercantilização, na qual o sexo é fruto de uma troca, seja ela financeira, de favores ou presentes Não envolve dinheiro ou gratificação
Crianças ou adolescentes são tratados como objetos sexuais ou como mercadorias Acontece quando uma criança ou adolescente é usado para estimulação ou satisfação sexual de um adulto
Pode estar relacionada a redes criminosas É normalmente imposto pela força física, pela ameaça ou pela sedução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *